Yellowstone National Park – Parte 2

Continuando…

Seguimos para o estado de Wyoming e Montana, nosso destino dessa vez eram os parques nacionais Grand Teton e Yellowstone. Neste post vou falar sobre o Yellowstone. Os dois são próximos, ficam na divisa destes estados citados acima. Como era uma longa jornada de onde estavámos até os parques, dormimos na metade do caminho em uma cidade chamada Rock Springs, WY. No dia seguinte seguimos a viagem por estradas que pareciam não ter fim, retas intermináveis, sem trânsito, sem nada ao redor e um terreno bem plano.

Mesmo que para muitos esse cenário pareça tedioso eu achei maravilhoso contemplar o vazio e a sensação de silêncio que nos cercava.

Horas e horas mais tarde chegamos ao Yellowstone na parte de Montana, digo isso porque ele é enorme e depois de algumas pesquisas descobri que ele abrange três estados, Montana, Wyoming e Idaho. Ficamos nessa região as três noites seguintes.

Great Fountain Geyser

O primeiro dia já foi incrível, chegamos faltava pouco para o pôr do sol. E já fomos presenteados com esse espetáculo de cenário no Great Fountain Geyser.

Esse parque é o primeiro parque nacional dos Estados Unidos e também um dos mais visitado. Nele encontra-se uma concentração do poder da natureza.

Grand Prismatic Spring

Para começar o parque é um vulcão ativo, andando por ele você encontra hot springs ou piscinas naturais (fontes quentes), alguns possuem cores espetaculares (como na primeira foto) devido a uma bactéria chamada cyanobacteria, que tem sua cor azul/verde e obtém sua energia através da fotossíntese sendo capaz de produzir e exalar oxigênio transformando o lugar em cores incríveis, lógico que todo esse processo é bem mais complexo do que tentei explicar, mas é mais ou menos por aí.

Upper Geyser Basin

Inúmeros buracos tipo chaminé no solo saindo fumaça, os famosos geysers (gêisers), com suas águas borbulhantes e que de tempo em tempo são lançadas a vários metros de altura formando um enorme chafariz de água fervente e muito vapor.

Old Faithful Geyser

Tudo isso é um indicativo de como o vulcão está ativo abaixo da superfície.

Morning Glory Pool in Upper Geyser Basin

A vida animal é abundante, com enormes e amedrontadores búfalos americano, ursos, lobos, coiotes, alces, pássaros, peixes e vários outros que não tem no Brasil e a tradução não faz sentido como os Moose e alguns veados que são de uma espécie diferente até mesmo dos que já encontrei aqui dentro do país, apelidei de “viados dálmatas” eles tem umas manchas brancas na pelagem bege, e não era as típicas bolinhas brancas, era diferente. E não poderia ficar de fora as montanhas, rios, lagos e florestas.

Bison

Esse parque é imenso, uma coisa que eu gostaria de ter sabido antes de visitá-lo, é que um binóculo seria de grande valia. Muitas vezes os animais estão super distantes, e só quem tinha um, conseguia ver o suficiente e ter certeza se estava vendo um bison ou um urso.

Lower Yellowstone Falls

Próximo destino…

Com a viagem chegando ao fim, nosso próximo destino foi conhecer o parque nacional Grand Teton, o qual minha intenção era abordar nesse mesmo post, mas depois de terminar sobre o Yellowstone me dei conta de que já ficou um post bastante extenso, então te encontro daqui uns dias com o encerramento dessa viagem maravilhosa que eu gostaria que não tivesse acabado nunca.

Você também pode gostar...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.