Heceta Head Light

Heceta Head Light

Este é o farol com a luz mais forte na costa do Oregon, construído em 1892, começou a ser usado em 1894 e fechou ao publico em 2011 para restauração e reparos. Tem esse nome em homenagem ao explorador espanhol Bruno de Heceta, que explorou o noroeste do pacífico durante o final do século XVIII. Antes dele, Heceta Head era um ponto de pesca e caça pelas tribos indígenas que povoaram a área.

Heceta Head Light
Vista para a praia.

Quando você estaciona o carro, faz um pagamento de $5.00 e fica o quanto quiser no lugar, é bastante frequentado por turistas, que aproveitam o dia, as trilhas e a praia.

Heceta Head Light
Picnic com vista para o mar.

A casa onde ficavam os cuidadores do farol, hoje aluga os quartos para turistas passarem a noite, fica em cima de um penhasco com uma vista magnífica sobre o oceano pacífico e a praia abaixo.

Heceta Head Light
Casa que era dos cuidadores do farol.

Existem vários tours guiados para serem feitos, tanto na casa quanto no farol, precisa ver os horários que estão disponíveis, eles não são feitos em dias com eventos especiais ou casamentos.

Cape Creek Bridge
Cape Creek Bridge U.S. Highway 101

Assim como o farol essa ponte chamada Cape Creek Bridge estão listados como lugares históricos, e você consegue essa vista sem deixar o Heceta Head. São várias atrações em um só lugar, fico feliz por ter conhecido mais esse lugar maravilhoso. 

Mais...

Trillium Lake Oregon

Trillium Lake

É um lago maravilhoso para passar horas apenas relaxando, águas tranquilas e Mount Hood ao fundo. É um ambiente popular para pesca, camping e fotografia, muitas vezes a montanha reflete na água como um espelho e tudo fica mais lindo. A área de camping dispõe de uma rampa de barco sazonal.

Trillium Lake
Mount Hood ao fundo
Trillium Lake
Trilha fofa para chegar no deck.
Trillium Lake
Vista do deck.

Nem a água gelada impediu as crianças de brincarem e se divertirem nessa paisagem maravilhosa.

Trillium Lake

Localização.

Mais...

Crater Lake National Park

crater Lake National Park

O parque nacional Crate Lake foi fundado em 1902, é o quinto parque nacional mais antigo dos EUA e o único parque nacional no Oregon. Conhecido pelas suas águas de um azul profundo e cristalinas, quem o vê lindo e calmo não imagina como ele foi formado.

Crater Lake National Park

Nascido pelas violentas erupções de um vulcão, Mount Mazama, se formou durante os últimos 400.000 anos por centenas de pequenas erupções de fluxos de lava, ficando a uma altura aproximada de 3.700 metros acima do nível do mar. Há cerca de 7.700 anos aconteceu a mais violenta erupção do vulcão, um enorme volume de lava foi rapidamente removido de dentro dele criando um oco no seu interior e não deixando nenhuma sustentação para seu topo, o que causou uma implosão natural formando assim uma cratera. Cerca de 5.000 a 6.000 anos a acumulação de neve e chuva começou a encher a cratera, o que levou aproximadamente 250 anos para chegar ao nível que se encontra hoje.

Wizard Island
Wizard Island

Com 592 metros de profundidade em seu ponto mais fundo, faz com que o Crater Lake seja o lago mais profundo dos Estados Unidos, o segundo mais profundo na América do Norte e o nono mais profundos do mundo. Não tem nenhum rio que entra ou sai dele, toda a água é mantida por um equilíbrio entre evaporação, precipitação ou infiltração, continua sendo abastecido pelas águas da chuva e neve. (Crater Lake Map)

Crater Lake Llao Rock
Llao Rock: O mais alto precipício vertical na borda, quase 2.000 pés acima da água.

Ele agora esta dormindo, mas Mount Mazama não é um vulcão extinto, pode despertar com uma nova fase de erupções e talvez a violência de seu passado pode voltar para transformar mais uma vez essa pacífica paisagem. Para entrar no parque você paga 15$ ele fica aberto o ano todo 24hs por dia, na época de neve algumas trilhas e estradas podem estar interditadas, eles oferecem um tour de barco dentro do lago que deve ser bem legal.

Mais...

Road Trip para o Oregon

Spark Lake

Viajar é libertador! Amo conhecer novas culturas, novas maneiras de fazer as coisas, faz bem para a mente, para a criatividade, você aprende a respeitar o outro no seu estilo, suas crenças e suas limitações. Conhecer uma cultura faz você entender mais e julgar menos, é também um forte aliado para o autoconhecimento.

Road Trip Oregon

Com isso em mente, meu presente de aniversário foi mais uma vez uma viagem. Ano passado fui para Las Vegas e foi maravilhoso. Este ano eu e meu marido resolvemos fazer uma Road Trip para Portland, foram aproximadamente 2.916km rodados – obrigada Ozéias – escolhemos sair das estradas principais a maior parte da rota, passando por lugares pouco explorados por turistas, onde as vezes era possível passar apenas um carro por vez de tão estreita a estrada.

Estrada no interior de Oregon

Fizemos muitas trilhas, conhecemos muitas cachoeiras, lagos, montanhas, acampamentos, praias e comemos muita comida maravilhosa. Oregon é um estado espetacular, ganhou um pedaço do meu coração e como todas as viagens teremos que voltar para terminar de conhecer lugares que não deram tempo.

Oregon Road Trip

Planejamos conhecer vários pontos em um dia, mas tudo é tão lindo que quando você chega quer aproveitar o máximo toda a beleza a sua volta e acaba tendo a difícil decisão de escolher qual lugar da sua lista você precisa excluir.

Oregon Road Trip

Oregon Road Trip

Algumas das imagens são de lugares encontrados pelo caminho, não estavam no nosso roteiro mas queríamos parar em todos os lugares legais que víamos, afinal é para isso que serve uma Road Trip, poder explorar cada pedacinho e aproveitar ao máximo a viagem, o caminho pode ser tão bom quanto a chegada. Nos próximos dias terá posts com mais detalhes e dicas dos  lugares que mais gostei e que vale a pena conhecer. Fiquem ligados!

Mais...

Sugar Pine Point State Park

Sugar Pine Point

Esse lugar foi o destaque da minha segunda viagem para Lake Tahoe. É um parque estadual situado na California, daqueles lugares maravilhosos que você chega e não quer mais sair. Todo lado que você olha é lindo, areia limpa, água cristalina, árvores enormes e grama bem cuidada. O clima estava perfeito, poucos turistas, algumas famílias e amigos aproveitando o dia, a água, relaxando e fazendo picnic.

Sugar Pine Point
Sugar Pine Point

Para entrar no parque você paga $10, mas esse valor vale para a estrada de todos os parques da California. Não sei se o mesmo acontece para os parques de Nevada. Com mais $10 (por pessoa) você pode aproveitar e fazer um tour pela mansão de Hellman-Ehrman, também conhecida como Pine Lodge. Não fizemos esse tour, mas já está na minha lista para a próxima viagem.

Sugar Pine Point
Pine Lodge

A mansão foi construída em 1903 por Isaias W. Hellman um banqueiro rico de San Francisco, para passar suas férias de verão, a qual permanece com as características da época. O tour promete uma visão interessante de como era o estilo de vida dos ricos em Lake Tahoe na época. A família de Hellman passou muitos verões na propriedade, a terra foi vendida ao estado em 1965, quando foi aberto como parque. A família ainda fornece fundos para a manutenção da mansão e propriedade.

Sugar Pine Point
Sugar Pine Point

Não sei se tem como um lugar ser mais bonito que o outro em Lake Tahoe, mas esse certamente é o meu preferido. Possui áreas de camping, trilhas, praia, píer,  picnic, pescaria, aluguel de barco, trilha para bicicletas, entre outros zilhões de coisas para fazer. No inverno as atividades e programas são mais restritos, mas mesmo assim você consegue aproveitar. Aceitam também eventos especial como casamento, reunião familiar, escolar ou jantar corporativo. Aqui você encontra mais informações sobre o parque. O lugar é simplesmente maravilhoso e vale a visita caso você esteja passando pela região.

Foto: Ozéias Sant’ana
Edição: Kátia Vilelva

Mais...