Sugar Pine Point State Park

Sugar Pine Point

Esse lugar foi o destaque da minha segunda viagem para Lake Tahoe. É um parque estadual situado na California, daqueles lugares maravilhosos que você chega e não quer mais sair. Todo lado que você olha é lindo, areia limpa, água cristalina, árvores enormes e grama bem cuidada. O clima estava perfeito, poucos turistas, algumas famílias e amigos aproveitando o dia, a água, relaxando e fazendo picnic.

Sugar Pine Point
Sugar Pine Point

Para entrar no parque você paga $10, mas esse valor vale para a estrada de todos os parques da California. Não sei se o mesmo acontece para os parques de Nevada. Com mais $10 (por pessoa) você pode aproveitar e fazer um tour pela mansão de Hellman-Ehrman, também conhecida como Pine Lodge. Não fizemos esse tour, mas já está na minha lista para a próxima viagem.

Sugar Pine Point
Pine Lodge

A mansão foi construída em 1903 por Isaias W. Hellman um banqueiro rico de San Francisco, para passar suas férias de verão, a qual permanece com as características da época. O tour promete uma visão interessante de como era o estilo de vida dos ricos em Lake Tahoe na época. A família de Hellman passou muitos verões na propriedade, a terra foi vendida ao estado em 1965, quando foi aberto como parque. A família ainda fornece fundos para a manutenção da mansão e propriedade.

Sugar Pine Point
Sugar Pine Point

Não sei se tem como um lugar ser mais bonito que o outro em Lake Tahoe, mas esse certamente é o meu preferido. Possui áreas de camping, trilhas, praia, píer,  picnic, pescaria, aluguel de barco, trilha para bicicletas, entre outros zilhões de coisas para fazer. No inverno as atividades e programas são mais restritos, mas mesmo assim você consegue aproveitar. Aceitam também eventos especial como casamento, reunião familiar, escolar ou jantar corporativo. Aqui você encontra mais informações sobre o parque. O lugar é simplesmente maravilhoso e vale a visita caso você esteja passando pela região.

Foto: Ozéias Sant’ana
Edição: Kátia Vilelva

Mais...

Lake Tahoe no Verão

Lake Tahoe

Como tinha comentado no post Lake Tahoe no Inverno, eu e meu marido gostamos tanto de conhecer Lake Tahoe  que queríamos visitar em cada estação do ano. Dessa vez  conseguimos voltar no começo do verão,  e como já imaginávamos, a beleza deste lugar é surpreendente também nesta estação.

Mesmo voltando lá pela segunda vez, ainda temos muitos lugares para conhecer. Se no inverno você não consegue entrar em alguns lugares por causa da quantidade de neve, no verão você precisa de mais tempo e paciência para conhecer certos pontos que estão abertos e acessíveis, mas tem o fator excesso de pessoas visitando, o que torna um pequeno desafio encontrar estacionamento mesmo sendo pago. Se você não dispõe de muito tempo para esperar vagas, será um pouco frustrante não conseguir conhecer determinados pontos. Mas é também uma boa desculpa para planejar uma outra viagem. Em compensação você encontra mais restaurantes e estabelecimentos comerciais abertos para suas compras e refeições.

Eu ainda sou apaixonada pela neve, minha estação favorita até o presente momento é o inverno, mas o lugar é tão lindo que voltaria em qualquer estação. Para mim o destaque dessa viagem foi Ed Z’berg Sugar Pine Point State Park, mas isso é assunto para o próximo post, até lá nos conte qual a sua estação favorita em Lake Tahoe.

Foto: Ozéias Sant’ana
Edição: Kátia Vilelva

Mais...

5 Fotógrafos de Landscape para seguir no Instagram

Ozéias Sant'ana

Tirar fotos dentro de cidades e de pessoas é muito legal, mas fotos de paisagens para mim é outro nível. A natureza é algo exuberante, com suas estruturas centenárias ou milenares. O efeito do vento e da água produzem lugares magníficos, algo que homem algum poderia construir. Estar em lugares com paisagens de tirar o fôlego ou mesmo olhar fotografias assim traz uma paz imediata, com toda sua imensidão e beleza.

Se você gosta de fotografias assim, aqui estão cinco fotógrafos fantásticos que valem a pena seguir no Instagram.

Chris Burkard | @chrisburkard

Chris Burkard nasceu na California, começou sua carreira trabalhando como fotógrafo em projetos editoriais e comerciais, com o tempo foi acumulando uma lista de clientes que inclui American Airlines, Volkswagen, Apple Inc, Land Rover, Microsoft, Toyota, Sony, The North Face, entre outros. Já teve seu trabalho publicado em mais de 35 capas de revistas nacionais e internacionais. Seu estilo abrange landscape, lifestyle, surf, ao ar livre e temas de viagens. Burkard comprou sua primeira câmera de um leilão de caridade por $65 e, depois de tirar e revelar o filme todo, ele percebeu que a câmera não funcionava. Ele então emprestou uma câmera da mãe da namorada dele e começou a fotografar regularmente, experimentando contextos e diferentes iluminações. Visite o site!

Alex Strohl | @alexstrohl

Alex Strohl é um fotógrafo francês, nascido em Madri. Seu trabalho tem sido destaque em publicações de prestígio como Forbes, Vanity FairGentleman’s Journal. Sua lista de clientes inclui dezenas de nomes conhecidos como Canon, Apple, Microsoft, HP, Google, Facebook, Land Rover, Johnnie Walker, entre outros. Vive em Whitefish, Montana, mas passa a maior parte do seu tempo viajando, muitas dessas viagens para os lugares mais remotos do mundo. Seu estilo de fotografia é mais casual, sem cenários inventados, usa cenários autênticos de como as coisas acontecem no cotidiano. Visite o site!

Conor MacNeill | @thefella

Originalmente de Belfast, Irlanda do Norte, Conor se interessa por fotografia há mais de duas décadas e nesse tempo acumulou um impressionante portfólio de imagens do mundo todo. Sua paixão por viagens tem levado a conhecer mais de 50 países até agora e sua lista está cada vez maior. Sua lista de clientes inclui National GeographicBBCInstagram, Marriott International e outros. Já teve seu trabalho publicado em notáveis jornais e revistas, também faz palestras em conferências e workshops internacionais. Seu estilo fotográfico inclui não só visitar principais destinos, mas também capturar a essência de um país, visitando os lugares menos procurados. Visite o site!

Johan Lolos | @lebackpacker

Johan Lolos é um fotógrafo Belga. Descreve ele mesmo como um explorador do mundo com uma paixão pela vida ao ar livre e o deserto. Depois que ele se formou em relações públicas em 2013, deixou a Europa e passou um ano inteiro explorando a Austrália e mostrando a beleza do país ao seu público, principalmente no Instagram. As coisas ficaram sérias quando a National Geographic, BuzzFeed e DailyMail publicaram suas fotos da Austrália, foi quando ele decidiu trabalhar tempo integral como um fotógrafo outdoor. Estava na Europa até maio de 2016 com a missão de explorar seu próprio continente no inverno e primavera. Em junho de 2016, estará no Canadá para o explorar o verão. Visite o site!

Mike Seehagel | @mikeseehagel

Mike Seehagel é um fotógrafo baseado no Canadá e Estados Unidos. Como ele mesmo descreve: “Eu trabalho para viajar e às vezes, tenho a sorte de viajar para o trabalho.” Co-fundador do Great North Collective (@greatnorthco), uma comunidade de fotografia canadense que se estende por todo o mundo, inspirando as pessoas que gostam de fotografia a viajar. A comunidade gerou grandes oportunidades,  o levando viajar pela América do Norte e partes da Europa, trabalhando em projetos incríveis. Possui clientes como Mercedes-Benz, Squarespace, Airbnb, Amtrak, Heineken, Ísafold Travel IcelandMarine Stewardship Council, Travel Alberta entre outros. Visite o site!

Fotos incríveis em lugares indescritíveis. Alguns fotógrafos começaram a incluir uma pessoa ou grupos em suas fotos, o que ajuda a criar um senso de escala dentro da imagem, transmitindo mais dimensão do lugar. Caso o objetivo seja a paisagem, isso precisa ser feito com cuidado para não se tornam um retrato ao ar livre. Deixe nos comentários o Instagram de seus fotógrafos preferidos de Landscape.

Mais...

Twin Peaks em San Francisco

San Francisco View

Conhecer San Francisco é sinônimo de boas fotos e pontos de vista maravilhosos, todos os lados levam a uma incrível composição. Você pode tirar fotos de portas e ainda assim serem foto lindas. Não é brincadeira! Aqui tem portas lindas e coloridas, o que deixa um charme especial nas casas.

San francisco não é uma cidade fácil de se conhecer a pé, embora seja uma cidade pequena, ela tem subidas de perder o fôlego, mas cada topo vale a visita, você sempre terá uma vista única.

San Francisco Street

Se você está passeando pela cidade e quer fotos ou uma vista panorâmica, eu sugiro uma visita ao Twin Peaks. Com 282 metros de altura, esse morro é o melhor 360º em San Francisco, a vista é linda tanto de dia quanto de noite.

Twin Peaks

Geralmente é frio e venta bastante, então recomendo levar uma blusa. Em dias com o tempo bom, além de ver a cidade toda, você também consegue dar uma espiadinha na Golden Gate e na Oakland-Bay Bridge.

Twin Peaks

É um lugar lindo, você pode passar um bom tempo lá em cima só apreciando a vista.

Twin Peaks

Conhece o Twin Peaks? Como foi sua experiência no alto de San Francisco? Conte para nós sua opinião nos comentários abaixo.

Foto: Ozéias Sant’ana
Edição: Kátia Vilelva

Mais...