Sequoia & Kings Canyon National Park

Sequoia National Park

Decidimos de última hora dar uma passeada no Sequoia National Park. Deu certo que aqui nos EUA estavam comemorando 100 anos dos parques nacionais bem no final de semana que fomos. Aqui existem muitos parques e são bastante frequentados pela população, todo mundo adora um parque, passam horas fazendo escaladas, acampamentos, trilhas e se divertindo nos rios. É comum entre os americanos terem contato com a natureza desde criança.

Confesso que quando cheguei aqui e ouvia sobre o costume de passar o final de semana no parque, fazendo trilhas e blá blá blá parecia meio chato, mas tem sido uma das coisas que mais gosto de fazer por aqui. São tantas belezas naturais para ver, a paz e o silêncio que você sente quando está em contato com a natureza, são inexplicáveis. Me trás lembranças da minha infância onde costumávamos acampar todo verão.

O parque que fomos são na realidade dois parques juntos, é enorme e as vezes para ir de um ponto para o outro você demora mais de uma hora de carro, mas o caminho pode ser tão lindo quanto a chegada. Caso você passe mal com curvas na estrada é melhor tomar algum remédio para ajudar.  O Sequoia National Park é conhecido pelas suas sequoias gigantes, algumas com mais de 2 mil anos de idade e o Kings Canyon National Park por seus cânions maravilhosos de enormes camadas rochosas.

Alguns pontos imperdíveis para visitar num final de semana.

Moro Rock

Moro Rock

É uma formação rochosa que fica no centro do parque, Sequoia National Park, entre Giant Forest e Crescent Meadow. Uma escada construída em 1930 pelo parque leva os turistas até o topo da pedra.

Giant Forest

É um ótimo lugar para começar a visita pelo parque, várias pontos interessantes para se conhecer encontra-se nessa região. O Tunel Log da foto abaixo é um dos pontos que valem a visita.

Árvore caiu em Dezembro de 1937, túnel tem aprox. 2.5m de altura com 5m de largura.

Crescent Meadow é considera a jóia da serra, ela também marca

Continue Lendo...

Comer em Portland – OR

Comer é meu forte, comida é o forte de Porland, sabe aquela junção maravilhosa, fome + a vontade de comer? Esse é o lugar.

Nosso destino final nesta road trip foi Portland, ficamos hospedados na cidade por três noites, mas o único dia disponível para conhecer a cidade foi num domingo, então não tenho muito para falar dela, o pouco que conheci eu amei. Ela tem um estilo de cidade do interior com a infraestrutura de uma cidade grande. Mas em breve voltarei e poderei fazer um post com muitos pontos turísticos para visitar. Por enquanto vamos nos deter a comida, caso você queira comer bem e não tem muito tempo para escolher onde, esses são os lugares que você precisa saber.

Mother’s Bistro & Bar

Mother's Bistro & Bar

Melhor Eggs Benedict que já comi, o Biscuit é sem explicação, com certeza te leva a lembranças de comida de vó/mãe. O lugar é super lotado, a espera é de uma hora ou mais, eles servem café da manhã, almoço, janta, sobremesa, menu com receitas de mãe, cocktails, happy hour, café da tarde, tudo que você imaginar. O ambiente é super agradável e o atendimento é excelente.

Mother's Bistro & Bar

Little t American Baker

Little t American Baker

Lugar espaçoso, café da manhã delicioso, pão, café, croissant, geléias, Latte tudo saboroso

Continue Lendo...

+ Cachoeiras no Oregon

Watson Falls

Como eu nunca soube que cachoeira era tão legal?
Eu não lembro de ter ido em cachoeiras quando criança. Mas.É.Muito.Legal!
Nessa nossa viagem para o Oregon tivemos o prazer de conhecer algumas cachoeiras lindas que te fazem querer ser criança e se divertir o dia todo na água.

Watson Falls

Watson Falls
Watson Falls tem 83 metros de beleza

QUE LUGAR! Fiquei encantada com essa cachoeira, foi a que mais amei, tão bonita que nem parecia real. Tem uma pequena trilha que leva até embaixo dela, onde forma uma pequena piscina de águas claras e pedras com muito musgo. Surreal!

Watson Falls

Localização.

Toketee Falls

Toketee Falls

A água cai de aproximadamente 37 metros em duas etapas, a trilha é um pouco puxada, em algumas partes tem vários degraus de escadas. O final da trilha te leva a um deck de observação

Continue Lendo...

Oneonta Gorge – Oregon

Oneonta Gorge

Oneonta Gorge pertence a cachoeiras do Columbia River Gorge. Existem quatro cachoeiras no Oneonta Creek, fomos na mais baixa e de mais difícil acesso. Ela foi preservada como um habitat natural por não existirem trilhas ou calçadas que levam até ela, para chegar ao ponto onde tenha uma visão completa da cachoeira, você precisa atravessar águas que muitas vezes chegam a altura do seu pescoço, o nível da água depende muito da estação e do tanto de neve derretida.

Oneonta Gorge
Esse é um dos pontos onde você precisa atravessar pela água.

O corredor de acesso até a cachoeira tem alguns obstáculos devido a alguns impactos naturais. No final dos anos 90, o corredor foi parcialmente obstruído por três grandes pedras que caíram, em consequência disso ocorreu um acúmulo de troncos de árvores que resultou no fechamento total do corredor de acesso fazendo com que você tenha que escalar os troncos para chegar as águas que te levaram a cachoeira.

Oneonta Gorge
Esse obstáculo é o mais difícil na minha opinião

Foi um momento em que minha adrenalina foi a mil, é uma escalada perigosa, alta, com as madeiras molhadas e escorregadias. Não é impossível, porque até eu que sou medrosa atravessei. Tinha várias crianças escalando também, mas as crianças daqui não sei se conta muito, todo lugar que vejo perigo, tem uma criança correndo e pulando. Sério. Eu acho a criação daqui bem diferentes do Brasil, quando encontram obstáculos naturais como esses, os pais não ficam em cima falando que vão cair, que não pode, eles deixam fazer, com cuidado, mas pode. Pelo menos é como eu vejo isso aqui e acho bem legal. Mas o lugar realmente precisa de cautela, em 2011 aconteceu uma fatalidade, então fiquei atento

Continue Lendo...

Heceta Head Light

Heceta Head Light

Este é o farol com a luz mais forte na costa do Oregon, construído em 1892, começou a ser usado em 1894 e fechou ao publico em 2011 para restauração e reparos. Tem esse nome em homenagem ao explorador espanhol Bruno de Heceta, que explorou o noroeste do pacífico durante o final do século XVIII. Antes dele, Heceta Head era um ponto de pesca e caça pelas tribos indígenas que povoaram a área.

Heceta Head Light
Vista para a praia.

Quando você estaciona o carro, faz um pagamento de $5.00 e fica o quanto quiser no lugar, é bastante frequentado por turistas, que aproveitam o dia, as trilhas e a praia.

Heceta Head Light
Picnic com vista para o mar.

A casa onde ficavam os cuidadores do farol, hoje aluga os quartos para turistas passarem a noite, fica em cima de um penhasco com uma vista magnífica sobre o oceano pacífico e a praia abaixo.

Heceta Head Light
Casa que era dos cuidadores do farol.

Existem vários tours guiados para serem feitos, tanto na casa quanto no farol, precisa ver os horários que estão disponíveis, eles não são feitos em dias com eventos especiais ou casamentos.

Cape Creek Bridge
Cape Creek Bridge U.S. Highway 101

Assim como o farol essa ponte chamada Cape Creek Bridge estão listados como lugares históricos, e você consegue essa vista sem deixar o Heceta Head. São várias atrações em um só lugar, fico feliz por ter conhecido mais esse lugar maravilhoso. 

Mais...